Recent News

Gobierno aprova linha de garantias para aquisição de moradias

Gobierno aprova linha de garantias para aquisição de moradias

O governo aprovou, no Conselho de Ministros desta terça-feira, uma linha de garantias de 2,5 bilhões de euros através do Instituto de Crédito Oficial (ICO) para facilitar o acesso à compra de moradias para jovens e famílias com dependentes. A medida tem como objetivo cobrir 20% da entrada na compra de uma moradia para essas pessoas.

Segundo Pedro Sánchez, Presidente do Governo, esta iniciativa é direcionada a menores de 35 anos com rendimentos anuais inferiores a 37.500 euros e famílias com dependentes. O objetivo é oferecer uma cobertura parcial aos empréstimos hipotecários e facilitar assim a aquisição de uma moradia.

A aprovação desta linha de garantias, que já era conhecida desde maio de 2023, demonstra o compromisso do governo com o acesso à moradia para os setores mais jovens da população. Através desta medida, espera-se beneficiar cerca de 50.000 pessoas.

A Ministra da Habitação e do Ordenamento do Território, Isabel Rodríguez, enfatizou que esta medida busca “aliviar” a falta de recursos prévios para o acesso a uma moradia. Em muitas áreas do país, o custo do aluguel é superior ao de uma hipoteca, o que dificulta o acesso à moradia própria. Com esta linha de garantias, pretende-se cobrir a entrada necessária e facilitar o processo de aquisição de hipotecas.

Além desta linha de garantias, o governo pretende lançar uma linha de empréstimos para a promoção de moradias acessíveis através do ICO. Esta iniciativa, que contará com um investimento de 4 bilhões de euros, permitirá a construção de mais de 40.000 moradias públicas e privadas para aluguel acessível.

Em resumo, o governo aprovou uma linha de garantias para a compra de moradias destinada a jovens e famílias com dependentes. Esta medida busca facilitar o acesso à moradia própria, cobrindo 20% da entrada na compra de uma moradia. Além disso, pretende-se lançar uma linha de empréstimos para a promoção de moradias acessíveis. Estas iniciativas demonstram o compromisso do governo com a solução do problema de acesso à moradia no país.

PERGUNTAS FREQUENTES: